Destaques .

  • TUDO PRONTO PARA A MEIA MARATONA NOVA CENTRAL


    Brasília sedia 1ª Meia Maratona do Dia do Trabalhador


    Lindemberg de Souza e Marcos da Silva, atletas profissionais


    A cidade de Brasília (DF) recebe, neste Primeiro de Maio, Dia do Trabalhador, a 1ª Meia Maratona Nova Central, realizada pela Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST). O evento, que possui mais de três mil inscritos, conta com atletas da elite brasileira e internacional, além de corredores amadores de todo o País. Com largada marcada para 7h, na Esplanada (Rua da Bandeiras - em frente ao Congresso), o percurso de 21km passa por monumentos históricos da cidade, parte do Eixo Norte e termina no mesmo local de partida.

     Outro trajeto será realizado pela Esplanada dos Ministérios e terá 5km, para iniciantes e pessoas com necessidades especiais.

     Serviço:

    1ª Meia Maratona Nova Central Dia do Trabalhador
    Local: Esplanada (Rua das Bandeiras - em frente ao Congresso Nacional)
    Dia: 01/05/2017
    Horário: 7h

      
     
  • GREVE GERAL - NOVA CENTRAL MOSTRA SUA FORA

    A Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST) nacional já demonstrou, nas primeiras horas do dia 28 de abril, força e mobilização juntamente com suas sedes regionais. Com adesão e paralisação nos estados, a GREVE GERAL pretende mostrar ao Congresso Nacional toda a força e insatisfação contra as propostas de retirada de direitos colocadas pelo governo Michel Temer, como as reformas trabalhista e da previdência. 

    De acordo com o presidente da Nova Central, José Calixto Ramos, o resultado da greve é mais do que positivo. "O texto da reforma trabalhista da forma como saiu da Câmara foi ainda pior do que o projeto inicial apresentado pelo Governo. As manifestações de hoje estão sendo um sucesso e mostram a força do trabalhador brasileiro", afirmou.



    Confira algumas ações nos Estados

    DISTRITO FEDERAL - BRASÍLIA








    SÃO PAULO






    GUARULHOS



    PARANÁ




    PIAUÍ



    MATO GROSSO DO SUL


    RIO GRANDE DO SUL



    PORTO ALEGRE


    MINAS GERAIS


    POR NENHUM DIREITO A MENOS

    ATUALIZADO EM 15:00
  • ​NOTA DE REPDIO DA NCST SOBRE A APROVAO DA REFORMA TRABALHISTA NA CMARA


    Brasília, 27 de abril de 2017 - A Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST) vem a público repudiar veementemente a aprovação, na noite desta quarta-feira (26), do texto da Reforma Trabalhista na Câmara dos Deputados. Os 296 deputados que votaram a favor da proposta, mais uma vez, negaram apoio aos trabalhadores e à sociedade que dizem representar e aproveitaram ainda a oportunidade para desmontar a estrutura sindical brasileira. A Nova Central esclarece ainda que fez nova tentativa de tentar impedir a urgência da votação e entregou um documento -- juntamente com a Associação dos Magistrados do Trabalho (Anamatra), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Ministério Público do Trabalho (MPT), a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e outras entidades sindicais de trabalhadores - pedindo um prazo maior ao presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia, para que o texto apresentado fosse discutido com a população e com mais participação da sociedade, mas as solicitações foram totalmente ignoradas.
     
    A afirmação, por parlamentares favoráveis a reforma, de geração de empregos por meio desta aprovação, é falaciosa e visa confundir a população. Os altos índices de desemprego no Brasil passam pela má condução da economia brasileira, o abandono do tripé econômico e casos de corrupção que desmantelaram estatais, fatores que causaram um colapso em setores importantes para a geração de postos de trabalho e nos levaram para a maior recessão da história. Mas, como ocorre em toda crise, a população é obrigada a pagar a conta da ineficiência de governantes. A Reforma Trabalhista suprime direitos trabalhistas consolidados e essenciais para manter a qualidade de vida e a saúde do trabalhador, precarizando a relação de trabalho e sucateando a CLT. 
     
    A Nova Central convoca toda a população brasileira, trabalhadoras e trabalhadores do País, para que amanhã, na Greve Geral do dia 28 de abril, mostrem ao Congresso Nacional toda a sua força e insatisfação contra as propostas de retirada de direitos colocadas pelo governo Michel Temer saindo às ruas e se mobilizando. Continuaremos atuantes e é imprescindível que cada um, em seus estados, faça contato com os senadores de suas bases para que consigamos derrubar a Reforma Trabalhista e Previdenciária dentro do Senado Federal.
     
    Por Nenhum Direito a Menos!
     
    José Calixto Ramos, presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores - NCST
     
  • NCST INTENSIFICA CHAMADO PARA 28/04



    Brasília (DF), 24 de abril de 2017.

    GREVE GERAL

    Voltamos mais uma vez à presença dos (as) companheiros (as) dirigentes sindicais, especialmente dos presidentes dos sindicatos e da sociedade em geral, para convidá-los a participar efetivamente das manifestações com paralização geral no próximo dia 28 de abril, sexta-feira.
    Somos conscientes da importância do engajamento de todos os dirigentes sindicais neste momento. Todos devemos nos envolver nas ações de interesses dos trabalhadores, analisar o momento oportuno das manifestações, orientar e incentivar os trabalhadores da base e a população em geral. Temos a certeza de que se não houver a participação direta do movimento sindical, jamais conseguiremos barrar as propostas de reformas da previdência e trabalhista, reais ameaças aos já combalidos direitos dos trabalhadores brasileiros.
    Entretanto, a Nova Central Sindical de Trabalhadores - NCST, seguindo os seus princípios, recomenda uma manifestação efetiva, pacífica e sem violência de qualquer natureza.

    Por nenhum direito a menos!

     
    JOSÉ CALIXTO RAMOS
    Presidente - NCST
     
     
Acontece »

Reforma da Previdncia agrava desigualdades sociais, dizem CNBB, OAB e Cofecon


A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Conselho Federal de Economia (Cofecon) manifestaram-se quarta-feira (19/04) contra a reforma da Previdência. Em nota, as três entidades disseram que é necessário que a sociedade brasileira esteja atenta às “ameaças de retrocessos”...

Sem nenhum escrpulo Rodrigo Maia atropela direito dos trabalhadores!


Está em marcha no Brasil um projeto de governo que visa somente subtrair direitos sociais e trabalhistas. Orquestrado pelo presidente Michel Temer (PMDB apoiado pelo PSDB), parlamentares da base aliada do Governo Federal e setores da Justiça do Trabalho e Supremo Tribunal Federal (STF), aos poucos fazem um desmonte nos direitos e conquistas do povo brasileiro...

Mobilizao popular ajuda derrubar tentativa de acelerar reforma trabalhista


Na votação ocorrida terça-feira (18/04) na Câmara dos Deputados na tentativa de aprovar o regime de urgência para o projeto de reforma trabalhista, apenas 230 deputados apoiaram o desejo do presidente Michel Temer (PMDB) que pede celeridade na matéria. Inconformado com o resultado, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ) afirmou que poderá fazer uma nova votação de pedido de urgência...

PRIMEIRA MEIA MARATONA NOVA CENTRAL


Com o objetivo de comemorar o dia do trabalhador e incentivar a prática de esportes, a Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST) realiza, no dia 01 de maio, em Brasília,a primeira Meia Maratona Nova Central. Mais do que somente um evento no calendário brasiliense de corridas de rua, a meia maratona pretende alertar o trabalhador sobre a importância do cuidado à saúde.
Inscrições
Garanta sua inscrição para a 1° Meia Maratona Nova Central acessando o link:
https://www.centraldacorrida.com.br/1-meia-maratona-nova-central-dia-do-trabalhador
Valor: R$ 30,00
VAGAS LIMITADAS
INFORMAÇÕES SOBRE A PROVA

Data: 01 de maio de 2017

Horário: 07 horas - atendendo as novas normas dos órgãos que autorizam a realização de eventos na cidade de Brasília - DF, todas as corridas de rua na cidade deverão ter início às 07 horas da manhã.
 
Local: Esplanada – Rua das Bandeiras (Brasília/DF)

Distâncias: 21 Km, 10 Km, 5 Km, 3 Km (caminhada), 10 Km PCD (cadeirantes) e 10 Km PCD (andantes).

Premiação: em dinheiro para os primeiros colocados.


1° MEIA MARATONA NOVA CENTRAL - CELEBRE O DIA DO TRABALHADOR, PRATIQUE O BEM-ESTAR E SE DIVIRTA!

AGUARDAMOS VOCÊ NO DIA 1° DE MAIO, DIA DO TRABALHADOR!

Dia 28 de abril diga no a demolio da Previdncia e CLT


Está em marcha no Brasil um projeto de governo que visa somente subtrair direitos sociais e trabalhistas. Orquestrado pelo presidente Michel Temer (PMDB apoiado pelo PSDB), parlamentares da base aliada do Governo Federal e setores da Justiça do Trabalho e Supremo Tribunal Federal (STF), aos poucos fazem um desmonte nos direitos e conquistas do povo brasileiro...
 

DEBATES & OPINIÕES »

Reforma de Temer GOLPE contra os direitos trabalhistas


Além da farsa da Comissão Especial, que não incorporou nenhuma proposta do movimento sindical, de parlamentares, do MPT, da OAB e das associações dos magistrados da Justiça do Trabalho, o relator do PL 6787/2016, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), reconhecidamente um dos parlamentares mais conservador e atrasado da Câmara dos Deputados, inseriu mais de duzentas modificações no texto original, sem nenhum debate...

Impactos do PL 4.302 para os trabalhadores na viso do DIEESE


A sanção presidencial, em 31/03, ao PL 4.302/1998, que trata de trabalho temporário e da terceirização, foi recebida com inquietação por boa parte da sociedade, principalmente pelo movimento sindical. As razões para preocupação não são poucas, como muitos já disseram inclusive nesta coluna. Além de não se ter resolvido antigos problemas, foram criados novos...
 

Terceirizao (PL 4302/98): legitimao regulamentada do ilcito e do precrio nas relaes de trabalho


Leilões serão anunciados. Não de escravos! É preciso e legítimo conferir dignidade aos “senhores de hoje”. Ora, a escravidão, com a indignidade, a degradação civilizatória e a violação de direitos humanos, não havia sido prenunciado o seu fim desde a Lei Eusébio de Queiroz, que, em 1850, proibia o tráfico negreiro e culminaria na Lei Áurea, a “Lei 3.353, de 13 de maio de 1888, que declara extinta a escravidão no Brasil”? Ao raciocínio em curso, como aqui é tratado da garantia de legitimidade para a “regulamentação modernizadora” da terceirização (PL 4302/98), os mercadores novamente se mostram, afinal legalmente estavam proibidos de atuação regular desde 1850.

 

Eliminar direitos: a lgica da reforma trabalhista de Temer


Sob o risco de, sem mexer em uma vírgula na Constituição e na CLT, a classe trabalhadora poderá sofrer uma das maiores retiradas de direito, com retrocessos sociais inomináveis. Caso a proposta de reforma trabalhista enviada pelo governo Michel Temer seja aprovada no Congresso Nacional representará um dos maiores retrocessos sociais em relação aos direitos conquistados pelos trabalhadores em toda sua história...

Depoimento de Yunes e futuros protestos preocupam governo


Os efeitos políticos do depoimento de José Yunes à Procuradoria Geral da República geram desconfiança sobre a capacidade do governo de aprovar as reformas no Congresso. Amigo e ex-assessor especial da Presidência, Yunes disse que recebeu em seu escritório em 2014 o doleiro Lúcio Funaro a pedido do hoje ministro licenciado da Casa Civil, Eliseu Padilha. Funaro teria deixado no escritório um envelope no qual haveria propina da Odebrecht para peemedebistas...

Economia entre o fato e a verso do governo Michel Temer (PMDB)


A discussão a respeito da situação econômica atual no Brasil tem sido no mínimo excêntrica, pois parece resultar de certa confusão que se generaliza, muitas vezes, da inadequada interpelação do fato (a realidade econômica) por versões (narrativas) produzidas nas distintas análises sobre a realidade. Sobre a recessão econômica (o fato), por exemplo, não tem havido, em geral, maiores discordâncias entre analistas...
 

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias postadas em nosso portal. Cadastre-se e confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top