ENTIDADES SINDICAIS TM QUE TER UMA CONTA PRPRIA PARA A CONTRIBUIO SINDICAL



As entidades sindicais terão que adotar em sua escrituração contábil uma conta própria que identifique os valores arrecadados a título de contribuição sindical e as correspondentes despesas efetuadas com tais recursos. 
No dia 26 de agosto de 2011 (sexta-feira), essa norma foi publicada no Diário Oficial da União Seção1, pág. 74, a Orientação Normativa Nº 01, de 25/08/2011. 
A Diretoria Nacional esclarece sobre a importância de se fazer as adequações contábeis de forma imediata.


2436
30-08-2011 | 08:48

No h o que esperar: a luta o caminho para vitrias dos trabalhadores

 Diretor de Organização da Nova Central, Hamilton Dias de Moura, aponta os desafios da conjuntura para o movimento sindical e propõe uma firme unidade de ação das organizações sindicais em defesa dos interesses da classe trabalhadora e de todo o povo. Conheça o documento na íntegra clicando em LEIA MAIS.

982
22-02-2011 | 12:01

Qual a origem da estrutura sindical brasileira?

Esse artigo saiu publicado originalmente no blog “Rumos do Brasil” na seção ‘Políticas Sindicais’. Repercuto aqui no espaço de ‘Debates e Opiniões’ do portal da Nova Central por considerar a reflexão sobre esse tema muito importante para o sindicalismo brasileiro. Dê a sua opinião, entre no debate, vamos refletir juntos. Obrigado. Moysés. Segue o artigo na íntegra:

Moysés Chernichiarro Corrêa (*)

1480
18-11-2009 | 14:19

FATOR PREVIDENCIRIO TEM QUE SER EXTINTO

Não há nenhum argumento que justifique a existência do Fator Previdenciário criado no Governo Fernando Henrique Cardoso.
Sim, pode até existir, desde que seja para manter a lógica neoliberal que fundamentou a sua criação. Na época, o Governo FHC estava comprometido até a raiz com as políticas neoliberais do FMI, do ...

1517
16-11-2009 | 13:34

PELO FIM DO FATOR PREVIDENCIRIO

 

9741
04-12-2008 | 14:03

PL 4.302-B/1998

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou substitutivo do Substitutivo do Senado ao projeto de lei nº 4.302-B, de 1998 que gerou preocupação para os trabalhadores com relação à regulamentação do trabalho temporário e à terceirização.
  As alterações propostas ao trabalho temporário referem-se tanto ao conceito e quanto a duração; não há referência  ao direito do trabalhador temporário receber horas extras.
  Quanto à terceirização, a grave mudança está na autorização de terceirização nas atividades-fim da empresa.
     Debata esta questão na sua entidade, dê a sua opinião.

 

1677
08-11-2008 | 14:30

Belluzzo: "Corte de gastos pblicos levou Alemanha ao nazismo"

Diante da crise que se aprofunda, o economista Luiz Gonzaga Belluzzo sugere um tripé para preservar a economia brasileira: estatização do crédito, defesa das reservas cambiais e expansão do investimento público.

1354
23-10-2008 | 12:37

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias postadas em nosso portal. Cadastre-se e confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top